quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Bombeiros de MG lançam canal no Youtube e mostram sua ações e dicas para a população

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) lançou um canal no site de vídeos Youtube para divulgar as suas ações de combate a incêndio, salvamentos, resgates e todas as ações que são executadas por eles, além de dicas de segurança.

Ficou muito legal! Confere lá

Veja abaixo o primeiro vídeo que eles lançaram de um salvamento em altura:

video

Você sabia que os bombeiros realizam salvamento em altura? No primeiro vídeo do nosso canal você vai assistir ao salvamento de 3 pessoas que estavam presas em um andaime em um prédio no centro de BH. Acompanhe desde o deslocamento das viaturas até o local da ocorrência. Não esqueça de se inscrever no canal do Youtube e receber as notificações de nossos vídeos.
LINK DO VÍDEO NO YOUTUBE: https://www.youtube.com/watch?v=3fgpG7SYmlQ

Principais Riscos Elétricos

Quais riscos os eletricistas estão expostos, além do choque elétrico?


É necessário aos eletricistas e profissionais que atuam nas proximidades de sistemas elétricos, saber quais os riscos que eles correm. Além do choque elétrico, seguem abaixo os riscos adicionais:

Lembre-se: Todo eletricista deve ter o Curso de NR 10

Movimentação de cargas, escadas e andaimes:


video
Cuidados na movimentação de cargas com equipamentos, andaimes e escadas!!!

Arco elétrico

O arco voltaico caracterizado pelo fluxo de corrente elétrica através de um meio “isolante, como o ar, é geralmente produzido quando da conexão e desconexão de dispositivos elétricos e também em caso de curto-circuito. Um arco elétrico produz calor que pode exceder a barreira de tolerância da pele e causar queimadura de segundo ou terceiro grau.
O arco elétrico possui energia suficiente para queimar as roupas e provocar incêndios, emitindo vapores de material ionizado e raios ultravioletas.
No interior de painéis elétricos, os arcos voltaicos normalmente provêm de curtos-circuitos acidentais, principalmente se houver poeira condutiva sobre os barramentos elétricos, por estarem há muito tempo sem receber inspeção preditiva; estes últimos se manifestam mais durante a comutação ou chaveamento das cargas indutivas, sobretudo nas máquinas elétricas rotativas, de uso mais frequente nas indústrias.

Queimaduras

A queimadura elétrica está entre as mais graves lesões causadas ao corpo humano. Ela difere dos outros tipos de queimaduras por conta de um certo “fator iceberg “a lesão interna sempre é bem maior do que a epidérmica. Ela queima internamente com mais intensidade do que externamente.
A queimadura elétrica é mais intensa nos pontos de entrada e saída da corrente elétrica e tanto mais grave quanto maior for o valor da corrente e a sua respectiva duração.
O que fazer em caso de queimaduras.
Dicas para casos de queimaduras.

Quedas e precipitações

Pode haver consequências graves para as pessoas que, recebendo um choque elétrico ou sendo atingidas por arco voltaico, sofram quedas.
Nos trabalhos em linhas elétricas, as estatísticas demonstram que este é um dos acidentes mais comuns nas concessionárias de energia elétrica, muitas vezes, isso ocorre por conta de imprudência, negligência, imperícia ou mesmo autoconfiança.

Campos eletromagnéticos

É gerado quando da passagem da corrente elétrica alternada nos meios condutores. Os efeitos danosos do campo eletromagnético nos trabalhadores manifestam-se especialmente, quando na execução de serviços de transmissão e distribuição de energia elétrica, nas quais se empregam elevados níveis de tensão. Os efeitos possíveis no organismo humano decorrente da exposição ao campo eletromagnético são de natureza elétrica e magnética. Os efeitos do campo elétrico já foram mencionados acima. Quanto aos de origem magnética citamos os feitos térmicos, endócrinos e suas possíveis patologias produzidas pela interação das cargas elétricas com o corpo humano. Não há comprovação científica, porém há indícios de que a radiação eletromagnética criada nas proximidades de meios com elevados níveis de tensão e corrente elétrica possa provocar a ocorrência de câncer, leucemia e tumor no cérebro. As principais ondas são de radio, TV, microondas, raios X e raios gama.

Explosão, incêndio e choque acústico

Explosão provocada por arco elétrico, centelhamento de escovas de motores em presença de gases e vapores explosivos. Incêndio provocado por curto-circuito em presença de materiais combustíveis. Choque acústico provocado por deslocamento de ar devido a explosões – de trovão, por exemplo.

Abelhas infestam o poste.Riscos de ataque de insetos

Ataques de insetos, tais como abelhas e marimbondos, ocorrem na execução de serviços em torres, postes, subestações, leitura de medidores, serviços de poda de árvore e outros.
Enxame de abelhas em poste.
Ataque de animais
Ocorre, sobretudo nas atividades de construção, supervisão e manutenção em redes de transmissão em regiões silvícolas e florestais. Atenção especial deve ser dada a possibilidade de picadas de animais peçonhentos nessas regiões.
Riscos em ambientes fechados (espaços confinados NR 33)
Os trabalhos em espaços fechados, como caixas subterrâneas e estações de transformação e distribuição, expõem os trabalhadores ao risco de asfixia por deficiência de oxigênio ou por exposição a contaminantes nas atividades do setor elétrico.
Riscos ergonômicos
São significativos, nas atividades do setor elétrico, os riscos ergonômicos, relacionados aos fatores:
Biomecânicos, posturas não fisiológicas de trabalho provocadas pela exigência de ângulos e posições inadequadas dos membros superiores e inferiores para realização das tarefas, principalmente em altura, sobre postes e apoios inadequados, levando a intensas solicitações musculares, levantamento e transporte de carga, etc.
Organizacionais, pressão do tempo de atendimento a emergências ou a situações com períodos de tempo rigidamente estabelecidos, realização rotineira de horas extras, trabalho por produção, pressões da população com falta do fornecimento de energia elétrica.
Psicossociais, elevada exigência cognitiva (conhecimento) necessária ao exercício das atividades associada à constante convivência com o risco de vida devido à presença do risco elétrico e também do risco de queda (neste caso, sobretudo para atividades em linhas de transmissão, execução em grandes alturas).
Ambientais, representado pela exposição ao calor, radiação, intempéries da natureza, agentes biológicos, etc.
E lembre-se segurança em primeiro lugar.


sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O que é 5S - Saiba como usar essa ferramenta e ser mais produtivo

video

SeiriSenso de Utilização
SeitonSenso de Ordenação
SeisouSenso de Limpeza
SeiketsuSenso de Saúde
ShitsukeSenso de Autodisciplina

Origem

5S surgiu nas empresas do Japão, durante a reconstrução do país depois da segunda guerra mundial.
Depois da guerra, os japoneses receberam orientação de especialistas americanos para o controle da qualidade. O que os americanos faziam bem foi aperfeiçoado no Japão, formando-se o que ficou conhecido como Qualidade no Estilo Japonês, ou Total Quality Control (TQC - Controle da Qualidade Total). É o controle dos processos para assegurar o resultado final, entregando os produtos conforme expectativa do cliente.
  • O papel do 5S é cuidar da base, facilitando o aprendizado e prática de conceitos e ferramentas para a qualidade. Isso inclui cuidar dos ambiente, equipamentos, materiais, métodos, medidas, e, especialmente, pessoas.
  • No princípio, o 5S era mais focado em liberar área, evitar desperdícios, resolvendo efeitos de guerra e de gestão inadequada. Com os novos desafios, inclusive a evolução da tecnologia da comunicação, o 5S evoluiu.

Significado

5S representa cinco palavras japonesas que começam com a letra S. Não é fácil encontrar em outro idioma palavras que têm o mesmo significado de cada termo na cultura nipônica. Por exemplo: Seiri já foi traduzido como seleçãodescartesenso de utilizaçãoSeiketsu aparece como higienepadronização, senso de saúde.
E há certo sentido: com o Seiri, fazemos seleção, ou seja, separamos o que é útil de o que não é útil, que será descartado. Assim, é facilitado o uso. Com senso de utilidade/utilização dos recursos, isto é, senso de utilização, a seleção e o descarte e o uso serão mais adequados. No entanto, a palavra descarte, por exemplo, fortalece o sentido de jogar fora, dando pouco valor ao sentido de uso.
Quanto ao Seiketsu, a higiene depende de seguirmos padrões saudáveis de uso, ordem e limpeza. A expressãosenso de saúde representa nossa sensibilidade para avaliar as boas práticas (as práticas saudáveis), capacidade de padronizá-las, assegurando a saúde. Considere saúde para tudo: física, mental, social, financeira, ambiental etc.
A tradução utilizando a palavra senso se tornou uma das mais divulgadas no Brasil a partir de meados da década de 1990. Além de iniciar com S, facilitando a didática do 5S, este termo remete ao bom senso, característica de pessoa sensata. A prática do 5S é um bom meio de apurar a sensatez. Com isso, o 5S deixa de ser uma coisa de fábricas, máquinas, ferramentas. Entendido assim, o 5S pode ser praticado por qualquer pessoa, em qualquer lugar, para facilitar a solução de qualquer desafio.
Finalmente, essa tradução aproxima o 5S de o que é natural no organismo vivo. Praticar 5S é semelhante ao que qualquer ser vivo faz para viver.

Como a vida

Aprender 5S é como "reaprender" o que é natural. Podemos nos inspirar no nosso corpo para cuidar do mundo em que atuamos.
A natureza do 5S é semelhante à natureza dos seres vivos. Está dentro de nós

5SComandoNo corpo humano

Senso de Utilização
Separar o que é útil do que não é. Melhorar o uso do que é útil.
Nosso corpo descarta o que não precisa e usa o que lhe é útil em infinitas reações químicas.

Senso de Ordenação
Um lugar para cada coisa. Cada coisa no seu lugar.
São vários sistemas, nos quais cada célula está em seu lugar.

Senso de Limpeza
Limpar e evitar sujar.
Não viveríamos se não houvesse limpeza constante do organismo pelas fezes, urina, respiração, anticorpos etc.

Senso de Saúde
Padronizar as práticas saudáveis.
O que cada célula deve fazer para a saúde do organismo está "escrito" no DNA.

Senso de AutodisciplinaAssumir a responsabilidade de seguir os padrões saudáveis.Não precisamos chamar a atenção da célula para fazer o que lhe compete. Ela faz o que tem de ser feito.

O 5S agora, para os desafios de hoje

Com a alta tecnologia e a velocidade com que chegam e se perdem as novidades, a prática do 5S é mais necessária do que nunca.
Após a guerra, no Japão, era preciso dar um jeito na bagunça para retomarem a vida. Agora, há outro desafio constante a ser atendido, mesmo em países que não passaram por guerra. No mundo de hoje, as coisas chegam muito depressa e rapidamente perdem o valor. Há uma chuva de informações, oportunidades e descartáveis chegando a todo momento.
O papel principal do 5S, hoje, é nos orientar como observar, avaliar e tomar decisões adequadas para nosso crescimento e formação como pessoa, cidadão e profissional.
Com o 5S, teremos serenidade para bom proveito, sem estresse, das oportunidades do novo jeito de ser.
Fonte: http://5s.com.br/2/o-que-e-5s.php 

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Prevenção de Incêndios - Todos devem fazer a sua parte!

Prevenir incêndios é tão importante quanto saber apagá-los ou mesmo saber como agir corretamente no momento em que eles ocorrem.

Início de incêndio e outros sinistros de menor vulto podem deixar de transformar-se em tragédia, se forem evitados e controlados com segurança e tranqüilidade por pessoas devidamente treinadas. Na maioria das vezes, o pânico dos que tentam se salvar faz mais vítimas que o próprio acidente.

Uma das principais providências as empresas podem tomar, para que qualquer acidente seja controlado, é alertar todos os trabalhadores sobre as devidas precauções quando ocorrer algum distúrbio ou tumulto, causados por incidentes, como por exemplo vazamentos de gás, fumaça, fogo e vazamento de água. O primeiro passo é detalhar em procedimentos operacionais padrões que deverão ser distribuídos para todos os trabalhadores, contendo informações sobre todas as precauções necessárias, como: os cuidados preventivos; a conscientização sobre o planejamento de como atuar na hora do abandono do local de trabalho; a indicação de medidas práticas sobre o combate e a retirada.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o mais correto inclusive é que todos os trabalhadores ou usuários da edifícação coloquem em prática as normas estabelecidas sobre os cuidados preventivos e o comportamento diante do incidente, promovendo exercícios, através da simulação de incêndios. Esse tipo de prática contribui suficientemente para a prevenção e a segurança de todos. Mas para efetuar essa operação é necessário um fator indispensável, a existência - em perfeito estado de uso e conservação - de equipamentos destinados a combater incêndios.

A prudência também é outro fator primordial no combate aos incêndios. Todos sabem que qualquer instalação predial deve funcionar conforme as condições de segurança estabelecidas por lei, que vão desde a obrigatoriedade de extintores de incêndios, hidrantes, mangueiras, registros, chuveiros automáticos (sprinklers) e escadas com corrimão. Entre esses equipamentos, o mais utilizado no combate a incêndios é o extintor, que deve ser submetido a manutenção pelo menos uma vez por ano, por pessoas credenciadas e especializadas no assunto. É importante também, além de adquirir e conservar os equipamentos de segurança, saber manuseá-los e ensinar a todos os trabalhadores como acionar o alarme, funcionar o extintor ou abandonar o recinto, quando necessário, sem provocar tumultos.

Um exemplo dos riscos com a exposição ao fogo está no vídeo abaixo em que o artista  Luis Ricardo, o Bozo, pega fogo ao vivo durante o ‘Programa do Ratinho’

video


Internado seis dias no Hospital Israelita Albert Einstein, ele teve alta após tratar queimaduras de segundo grau no rosto e de segundo grau profundo no pescoço. O acidente ocorreu em 2014.

"Houve um probleminha sério, o meu afastamento de seis dias foi necessário, tive muita dor e fiquei muito preocupado com o que iria acontecer. Estive internado, estou até inchado por causa da cortisona, para não inflamar. Estou passando uma fase de agradecimento a Deus. Deus e os anjos da guarda tiraram do meu rosto aquelas chamas", falou ao Ratinho.


Profissão de Risco
Os engolidores de fogo estão sujeitos a uma condição chamada pneumonite química por hidrocarboneto oriunda do combustível inalado. Esta condição é tão recorrente em artistas que lidam com fogo que foi apelidada de "pneumonia do engolidor de fogo"

Regras Básicas
*  Mantenha sempre à vista o telefone de emergência do Corpo de Bombeiros - 193

*  Conserve sempre as caixas de incêndios em perfeita condições de uso e somente as utilize em caso de incêndio.

*  Os extintores devem estar fixados sempre em locais de fácil acesso, devidamente carregados e revisados (periodicamente).

*  Revisar periodicamente toda a instalação elétrica do prédio, procurando inclusive constatar também a existência de possíveis vazamentos de gases.

*  Evitar o vazamento de líquidos inflamáveis.

*  Evitar a falta de ventilação.

*  Não colocar trancas nas portas de halls, elevadores, porta corta-fogo ou outras saídas para áreas livres. Nem obstruí-las com materiais ou equipamentos.

*  Tomar cuidado com cera, utilizada nos piso,s quando dissolvida. Não deixar estopas ou flanelas embebidas em óleos ou graxas em locais inadequados.

*  Alertar sobre o ato de fumar em locais proibidos (como elevadores) e sobre o cuidado de atirar fósforos e pontas de cigarros acessos em qualquer lugar.

*  Aconselhar os trabalhadores para que verifiquem antes de sair de seus locais de trabalho, ao término da lornada de trabalho, se desligaram todos os aparelhos elétricos, como estufas, ar condicionado, exaustores, dentre outros.

*  Em caso de incêndio, informar o Corpo de Bombeiros o mais rápido possível: a ocorrência, o acesso mais fácil para a chegada ao local e o número de pessoas acidentadas, inclusive nas proximidades.

*  Nunca utilizar os elevadores no momento do incêndio.

*  Evitar aglomerações para não dificultar a ação do socorro e manter a área junto aos hidrantes livre para manobras e estacionamento de viaturas.


Normas de Segurança

Entre as normas de segurança estabelecidas por lei para as instalações prediais, estão a conservação e a manutenção das instalações elétricas. Existem vários tipos de sistemas de proteção das instalações elétricas, como fusível tipo rolha, disjuntor, entre outros. Todos devem estar funcionando perfeitamente, pois qualquer princípio de incêndio pode ser ocasionado por descargas de curto-circuíto.

Qualquer edificação possui um projeto de circuito elétrico, que dimensiona tipos e números de pontos de corrente (tomadas) ou luz, conforme suas características de consumo. Quando na presença de uma sobrecarga este circuito não dimensionado para uma corrente de curto-circuito eleva-se em muito a temperatura, iniciando o processo de fusão do fio, ou pior, o início de um incêndio. Por este motivo cuidado com a utilização de benjamins.

Todos os trabalhadores devem estar sempre atentos às normas básicas de segurança contra incêndio para evitar acidentes. Prevenir é a palavra de ordem e todos devem colaborar, pois é mais importante evitar incêndios do que apagá-los.


Alarme Geral
Ao primeiro indício de incêndio, transmita o alarme geral e chame imediatamente o Corpo de Bombeiros.


Combate ao Fogo

Desligue a chave elétrica geral, em caso de curto-circuito. Procure impedir a propagação do fogo combatendo as chamas no estágio inicial.

Utilize o equipamento de combate ao fogo disponível nas áreas comuns da edificação.


Evacuação da Edificação

Não sendo possível eliminar o fogo, abandone o edifício rapidamente, pelas escadas. Ao sair, feche todas as portas atrás de si, sem trancá-las..

Não utilize o elevador como meio de escape.

Não sendo possível abandonar o edifício pelas escadas, permaneça no pavimento em que se encontra, aguardando a chegada do Corpo de Bombeiros.

Somente suba ao terraço se o edifício oferecer condições de evacuação pelo alto, ou se a situação o exigir.


Instruções complementares

-  Desligue imediatamente o equipamento que estiver manuseando e feche as saídas de gás.

-  Procure sempre manter a calma e não fume. Não tire as roupas. Dê o alarme.

-  Mantenha, se possível, as roupas molhadas.

-  Jogue fora todo e qualquer material inflamável que carregue consigo.

-  Em situações críticas feche-se no banheiro, mantendo a porta umedecida pelo lado interno e vedada com toalha ou papel molhados.

-  Em condições de fumaça intensa cubra o rosto com um lenço molhado.

-  Não fique no peitoril antes de haver condições de salvamento, proporcionadas pelo Corpo de Bombeiros. Indique sua posição no edifício acenando para o Corpo de Bombeiros com um lenço.

-  Aguarde outras instruções do Corpo de Bombeiros.

-  Em caso de incêndio, se você se encontra em lugar cheio de fumaça procure sair, andando o mais rente possível do piso, para evitar ficar asfixiado.

-  Em regra geral, uma pessoa cuja roupa pegou fogo procura correr. Não o faça: a vítima deve procurar não respirar o calor das chamas. Para o evitar, dobre os braços sobre o rosto, apertando-os: jogue-se ao chão e role, ou envolva-se numa coberta ou num tecido qualquer.

-  Vendo correr uma pessoa com as roupas em chamas, não a deixe faze-lo. Obrigue-a a jogar-se ao chão e rolar lentamente.

-  Use de força, se necessário, para isso.

-  Se for possível, use extintor ou mangueira sobre o acidentado.

-  No caso de não haver nada por perto, jogue areia ou terra na vítima, enquanto ela está rolando. Se puder, envolva o acidentado com um cobertor, lona ou com panos grossos.

-  Envolva primeiro o peito, para proteger o rosto e a cabeça. Nunca envolva a cabeça da vítima, pois assim você a obriga a respirar gases.

-  Ao perceber um incêndio não se altere; estando num local com muitas pessoas ao redor, não grite nem corra. Acate as normas de prevenção e evite acidentes.

-  Trate de sair pelas portas principais ou de emergência, de maneira rápida, sem gritos, em ordem, sem correrias. Nunca feche com chaves as portas principais e as de emergência.

-  Não guarde panos impregnados de gasolina, óleos, cera ou outros inflamáveis.

-  Após o uso do extintor, notificar o serviço de segurança para recarregamento.


quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Registro do SESMT no Ministério do Trabalho será online

A NR4 determina, por meio do item 4.17, que os Serviços Especializados em Segurança e em Medicina do Trabalho – SESMT devem ser registrados nos órgãos regionais do Ministério do Trabalho.

Desse modo, com o intuito de facilitar o cumprimento da obrigação prevista na NR-4, agilizando o contato entre as empresas e o Ministério do Trabalho; tornar mais célere o processo de registro dos SESMT, permitindo inclusive atualização dos dados on-line, de forma que o declarado reflita a realidade dos SESMT; e verificar os requisitos da NR-04 antes da efetiva declaração do SESMT; o Ministério do Trabalho desenvolveu o Sistema SESMT, o MTE publicou no dia 03 de agosto a portaria 559 que determina que o registro seja de forma online em seu sistema, chamado SESMT.

O acesso ao Sistema é pelo link: http://www3.mte.gov.br/sistemas/sesmt// 

As dúvidas em relação a utilização do sistema deverão ser encaminhadas para o e-mail: sesmt@mte.gov.br.

Portaria 559 de 03 de Agosto de 2016

De acordo com a Portaria, o registro dos Sesmts devem ser realizado por meio do Sistema Sesmt, disponível no sítio da internet do Ministério do Trabalho. As empresas que já possuem Sesmt registrado nas unidades regionais do Ministério do Trabalho deverão providenciar o registro dos seus Sesmts no sistema em até seis meses, contados a partir de 5 de agosto de 2016.

Veja a integra da portaria:
MINISTÉRIO DO TRABALHO 
SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO
PORTARIA Nº 559, DE 3 DE AGOSTO DE 2016
Determina a utilização do Sistema SESMT –
Serviços Especializados em Segurança e Medicina
do Trabalho – e dá outras providências.
A SECRETÁRIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO, no uso das atribuições que lhe confere o Decreto n.º 5.063, de 3 de maio de 2004, resolve:
Art. 1º Determinar que o registro previsto no item 4.17 da Norma Regulamentadora nº 04 (NR-4) – SERVIÇOS ESPECIALIZADOS EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E EM MEDICINA DO TRABALHO – seja realizado por meio do Sistema SESMT,disponível no sítio da internet do Ministério do Trabalho.
§1º As empresas que já possuem SESMT registrado nas unidades regionais do Ministério do Trabalho deverão providenciar o registro dos seus SESMT no sistema em até seis meses, contados da publicação desta Portaria.
§2º É facultado às empresas protocolarem a solicitação de registro de SESMT diretamente nas unidades regionais do Ministério do Trabalho, juntamente com justificativa para a não utilização do sistema, durante o período de seis meses, contados da publicação desta Portaria.
§3º É facultado às empresas protocolarem o registro de SESMT composto por mais de 30 estabelecimentos diretamente nas unidades regionais do Ministério do Trabalho.
§4º O registro de SESMT do tipo comum, previsto no item 4.14 da NR-4, do SESTR (Serviço Especializado em Segurança e Saúde no Trabalho Rural), previsto no item 31.6 da NR-31 – SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO NA AGRICULTURA, PECUÁRIA SILVICULTURA, EXPLORAÇÃO FLORESTAL E AQUICULTURA – e do SESSTP (Serviço Especializado em Segurança e Saúde do Trabalhador Portuário), previsto no item 29.2.1 da NR-29 – Segurança e Saúde no Trabalho Portuário –, deve ser efetuado diretamente nas unidades regionais do Ministério do Trabalho, não devendo ser utilizado o sistema SESMT para esses casos.
Art. 2º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação.
MARIA TERESA PACHECO JENSEN

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Ministério do Trabalho Lança Novo Portal

A partir desta segunda-feira (8), o portal do Ministério do Trabalho e Previdência Social volta a ser somente do Ministério do Trabalho. A mudança já está valendo. O endereço do site do Ministério do Trabalho passa a ser www.trabalho.gov.br e terá apenas as informações relacionadas a esse tema.

Para acessar as NR's - Normas Regulamentadoras e as legislações da nossa área acesse: http://www.trabalho.gov.br/legislacao-do-mtps



Previdência e INSS voltam a ter site próprio

Todas as informações relativas à Previdência Social e os serviços do INSS estão disponíveis no portal www.previdencia.gov.br . No novo endereço é possível acessar as políticas de previdência, dados estatísticos e notícias, além dos serviços do INSS – como agendamento de benefícios e simulação de aposentadorias.

A mudança ocorre devido à nova estrutura administrativa anunciada pelo presidente interino, Michel Temer, em maio deste ano. A Medida Provisória 726 desvinculou a Previdência Social do Ministério do Trabalho. A MP criou ainda a Secretaria da Previdência Social, que faz parte da estrutura do Ministério da Fazenda.

Redes sociais 
- As redes sociais Facebook, Twitter, Youtube e Flickr também estarão separadas a partir desta segunda.

Luvas "super resistentes" promete garantir mais segurança aos trabalhadores

Inventor  Chileno ganhou premio pela criação!
A luva foi exposta na feira The Invention & New Product Exposition (INPEX) 2016, realizada em Pittsburgh (EUA) e foi premiado pela medalha de ouro pela comissão na categoria Safety & Security.


Cortes, contusões, esmagamentos e até mesmo amputações dos dedos e mãos; são alguns dos acidentes mais recorrentes e dolorosos que envolvem os trabalhadores profissionais e até mesmo aqueles que fazem serviços em casa de forma eventual.

Estima-se que um terço dos acidentes envolvem as mãos, um dado preocupante! 

Pensando nisso e levando em conta esse problema de saúde e segurança do trabalho o empresário chileno Jorge Sgombich, projetou uma luva com a promessa de reduzir ou eliminar esses acidentes completamente.

Novidade!

A luva se chama Mark VIII, e foi criada pela empresa Sgombich Resafe. Sua fabricação foi pensando na qualidade em resistir a todos os tipos de acidentes: como os de martelar, cortes, penetração e até mesmo a queda de objetos pesados que causam esmagamentos, veja no vídeo abaixo:

video


As luvas são feitas de borracha nitrílica e algodão, elas têm um revestimento interno para o conforto do usuário e Jorge ainda não divulgou o material usado para construir essa resistência, mantendo o "segredo".

Jorge Sgombich quis projetar uma luva que era resistente, mas não rígida, facilitando o conforto do usuário. Para isso, ele começou a experimentar com diferentes materiais, e acabou conseguindo, e começou a mostrar a seus clientes aplicando um forte golpe de martelo nos dedos, para demonstrar a sua eficácia.

Nota-se que Sgombich Mark VIII decidiu chamar as luvas, inspirado no super-herói Homem de Ferro armadura.

Com isso, esperamos que essa tecnologia venha a somar com a saúde e segurança da população, que além de ter um EPI de qualidade também possam ser capacitados e treinados adequadamente para o trabalho e para o uso correto dos equipamentos.

4 estrelas
Curso Online de NR 35 Trabalho em Altura - Multiplicador

Curso Online de NR 35 Trabalho 

em Altura - Multiplicador

Carga horária: 50 horas
Por: R$ 39,90
(Pagamento único)

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Alerta Pokémons - Cuidados com o jogo!

Alerta Pokémons! 

Uma febre!!! Um jogo virtual que está fazendo novos adeptos a cada segundo no Brasil! Legal né?!? Sim, mas o que isso tem a ver com a segurança das nossas vidas sociais e profissionais? Tudo!!!

Nesse jogo os usuários utilizam as câmeras dos celulares para produzir uma realidade virtual em uma cena real, fazendo que a pessoa fique prestando atenção somente na tela do computador enquanto o mundo está acontecendo ao seu redor!

Cuidados para não entrar em áreas restritas:

A companhia energética do Paraná (COPEL), já lançou açoes de prevenção de acidentes para prevenir que pessoas não entre em suas áreas de segurança:


Veja:
Não entre em subestações, usinas, torres de energia e reservatórios procurando seus Pokémons! 
São áreas que oferecem riscos de choque elétrico e acidentes graves que só podem ser acessadas por pessoas autorizadas. 
Mantenha-se distante!!!

Segurança Pública

Além dessa dicas podemos ainda destacar: 

- Esteja sempre atento ao seu redor;
- Não cace sozinho, cace em grupo ou em pares (…);
- Não utilize a app enquanto dirigi, isso é infração gravíssima além de ser um ato que pode gerar acidentes com carros;
- Não entre em propriedade alheia ou áreas de acesso restrito, isso é crime;
- Alerte os mais jovens para não interagirem com estranhos;


Campanha da Polícia Militar de Santa Catarina

Segurança ao Volante


"Pokémon Go" já provocou cenas perigosas em outros países. Andar em busca dos monstrinhos é um dos riscos, mesmo que o celular conectado com o jogo seja do passageiro. Procure sempre respeitar as leis de velocidade -- isso significa não ultrapassar a máxima permitida nem rodar abaixo da mínima (equivalente à metade da máxima estabelecida). 


Transitar em velocidade inferior à metade da velocidade máxima (salvo na faixa da direita) - Infração: MÉDIA - Pontos na CNH: 4 - Valor da multa: R$ 85,13. Excesso de velocidade - Infração: MÉDIA (até 20% acima do permitido), GRAVE (20% a 50%) e GRAVÍSSIMA (50% ou mais) - Pontos na CNH: 4, 5 e 7 - Valor da multa: R$ 85,13, R$ 127,69 e R$ 574,62.

Segurança no trabalho

Atenção redobrada quanto ao nossos trabalhadores. Infelizmente o uso de celular hoje dentro das empresas está tendo que ser restrito devido a falta de senso de muitos em utilizar o aparelho.

Imagina em situações que o trabalho requer atenção e concentração, como em trabalhos perigosos e insalubres?

A dica aí é para que seja proibido o uso do celular e principalmente de jogos... obvio né?!? Mas não é o que acontece.. muitos abusam e se acham espertos e persistem em usar o celular no trabalho!!!


Divertir com segurança

No mais, seguindo esses passos de segurança... boa diversão a quem gosta e mais uma preocupação para os que buscam incansavelmente prevenir acidentes!!!

Um abraço!

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

8 erros comuns que um Técnico de Segurança jamais deve cometer

Assim como todas as profissões, o Técnico de Segurança do Trabalho também possui suas peculiaridades. E sem um bom jogo de cintura, conhecimento e atenção, o caminho do sucesso pode ficar comprometido. Veja alguns erros comuns cometidos por profissionais da área de Segurança do Trabalho e fique atento para não copiá-los.

1 – Não saber se comunicar
Ser Técnico de Segurança do Trabalho exige que o profissional tenha uma boa comunicação. Afinal, como você espera orientar pessoas e empresas sobre segurança sem oferecer informações claras e objetivas a respeito das normas?

2 – Não cuidar da própria segurança
Essa profissão é cercada de grande responsabilidade e muitas vezes as empresas não dão o suporte necessário para que se possa desenvolver um bom trabalho. Por isso, documentar possíveis omissões da empresa no que diz respeito ao investimento em segurança do trabalho é importantíssimo para que você possa exercer sua função com liberdade e segurança.

3 – Parar de investir em conhecimento
O grande trunfo para um profissional de Segurança do Trabalho é sempre estar estudando e se aprimorando. Pois por se tratar de uma área bastante versátil e totalmente sujeita a mudanças de normas constantemente, o técnico sempre precisará estar atualizado.

4- Acomodar-se perante as dificuldades
As dificuldades constantes para zelar pela segurança de uma empresa (muitas vezes em vão) acabam desmotivando o profissional de Segurança, fazendo-o desistir do seu maior propósito: garantir o bem-estar dos funcionários. E quando estamos lidando com a segurança de outras pessoas, é de total irresponsabilidade entregar o EPI sem as devidas orientações. Tente resolver da melhor maneira possível essa situação, conversando com a direção da empresa ou usando novos meios de abordagem.

5- Aceitar desvio de função
É previsto por lei que a carga horária definida para o profissional de Segurança do Trabalho seja de oito horas por dia em prol de ações prevencionistas na empresa. Caso a empresa desvie você dessa função, ela pagará multa.

6- Não conhecer seu ambiente de trabalho
É preciso que o profissional domine todo o ambiente de trabalho, os colegas e se torne conhecido. Isso pode evitar uma série de problemas que possam, até mesmo, envolver questões como confiança. Um Técnico de Segurança do Trabalho também lida com comunicação, e conhecer todo esse contexto o fará executar ainda melhor a sua função.

7 – Não saber dosar o tempo entre a parte documental e o chão de fábrica
Essas tarefas são de extrema importância para o processo de segurança. As duas caminham juntas, mas cuidar dos riscos na fonte, ou seja, no local de trabalho, é muito mais importante do que apenas colocá-las no papel. A parte documental é importante, porém não se ausente do chão de fábrica.

8 – Não cuidar da CIPA
A CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) é um membro muito importante para o sucesso de uma gestão de segurança em uma empresa. E manter os membros da CIPA motivados é mostrar o quanto eles são importantes para toda a organização, uma vez que ajudam a garantir a segurança no ambiente de trabalho. Ouvi-los é de extrema importância.

Funcionamento do extintor - Veja como é realizado!

Como funciona um extintor de incêndio?

Ele ataca pelo menos um dos três fatores que compõem o fogo: o calor excessivo, o material combustível ou a substância comburente.


Veja no vídeo o funcionamento do extintor:

video



1. Todo extintor possui um lacre na alavanca, que é puxado para ser solto antes do uso. Em seguida, a mangueira deve ser apontada para a base do fogo. Ao pressionar a alavanca, o usuário movimenta para baixo uma barra chamada haste de ativação.

2. A haste possui uma ponta afiada na outra ponta. Ela desce e abre um tubo cheio de gás comprimido (geralmente, gás carbônico) dentro do extintor. Se a alavanca deixa de ser pressionada, a abertura é fechada.

3. Uma vez libertado pela alavanca, o gás escapa pela parte de cima do tubo e se expande rapidamente dentro do cilindro. A expansão do gás pressiona o agente extintor para baixo. Com isso, o material é forçado a escapar pela mangueira.

4. O ideal é que o usuário agite o extintor de um lado para o outro para um combate mais preciso do fogo. O jato dura 60 segundos, em média. Por causa disso, os vermelhões só são recomendados contra incêndios pequenos.


A qualidade do extintor é medido pelo manômetro. Se  o ponteiro do manômetro estiver marcado no verde, significa que a pressão interna dentro do equipamento está correta, ou seja, o extintor está pronto para o uso. É importante ficar atento a data de validade: a cada doze meses o cilindro precisa ser verificado, pois o agente do extintor pode estar estragado.

No total existem 5 tipos de extintores. São eles:

Tipo A – combate fogo alimentado por madeira, papel, papelão e tecidos. Os extintores do tipo A são compostos por água.

Tipo B – combate líquidos inflamáveis. São compostos por pó químico.

Tipo C – combate incêndios causados por equipamentos elétricos. Os extintores do tipo C são composto por gás carbônico.

Tipo D – combate fogo causado por metais inflamáveis. São compostos por pó químico especial.

Tipo ABC - Que contempla os 3 primeiros.
5 estrelasCurso Online de CACI - Curso Avançado de Combate a Incêndios

Curso Online de CACI - Curso Avançado de Combate a IncêndiosCurso Online de CACI - 

Curso Avançado de Combate 

a Incêndios



Autor(a): 
Carga horária: 90 horas
Por: R$ 19,90
(Pagamento único)




quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Estresse entre motoristas - Um mal que aumenta a cada dia!

video

 Atualmente, o mercado de trabalho está com os olhos mais voltados na produtividade e na busca da satisfação do cliente, deixando algumas vezes, de preocupar-se com a saúde mental do trabalhador. Neste contexto, o estresse encontra-se presente e está relacionado às mudanças e à capacidade adaptativa da pessoa, através do modo de lidar e significar às vivências e estímulos que geram estresse (Faro & Pereira, 2013).
Desta forma, deve-se buscar compreender os aspectos do trabalho e do processo de adoecimento psíquico do trabalhador, considerando a história pessoal e profissional e, sua situação atual, avaliar o histórico da pessoa para dimensionar o sofrimento (Borsoi, 2007). 

No vídeo mostrado acima é podemos ver um operado de retroescavadeira tentando acertar o seu colega de trabalho com a máquina! É impressionante o nível de estresse que os motoristas e operadores de máquinas estão com tanta pressão por produção, trânsito e outros fatores.


Ainda, nos últimos anos, com o aumento significativo do número de veículos em circulação, a atividade dos motoristas profissionais de dirigir, todo o dia se torna desgastante. Além das condições do trânsito e das vias, eles estão expostos a outras variáveis possíveis desencadeadoras do estresse, como: normas de fiscalização da empresa, condições do veículo, insegurança, entre outras.

Saúde Mental e Satisfação no Trabalho
Formalmente, a relação entre trabalho e saúde teve início na Europa no século XIX quando foi criada a Medicina do Trabalho, com a implantação dos serviços médicos nas empresas, objetivando o bom andamento do processo de trabalho. Nas décadas de 1990 e 2000, as repercussões psíquicas do trabalho, que até então não eram consideradas, ganham espaço (Seligman-Silva, Bernardo, Maeno & Kato, 2010).
A satisfação no trabalho se dá através da avaliação do sujeito sobre a sua atividade laboral ou das experiências de uma profissão, na qual considera suas expectativas e a atual situação no que refere a esta função. Esta temática tem despertado interesse no campo da pesquisa devido às consequências organizacionais, no que se refere ao comportamento do sujeito no trabalho, seu desempenho, afastamentos e estresse ocupacional (Guedes, 2009).

Estresse
O estresse é uma reação de fuga ou enfrentamento do organismo que visa sua proteção, com isso ocorrem alterações na freqüência cardíaca e respiratória, concentração de glicose no sangue e quantidade de energia armazenada, que devem voltar ao equilíbrio após desaparecer os estímulos. No trabalho, o estresse pode ocasionar doenças cardiovasculares, além de depressão e o absenteísmo (Macedo, Chor, Faerstein, Werneck, & Lopes, 2007).
O estudo realizado por Macedo e outros (2007) verificou que homens em atividades que demandam alta exigência, apresentam duas vezes maior prevalência da interrupção das suas atividades quando comparados aos que exercem funções com baixas exigências. Já na pesquisa de Sadir e Lipp (2009) verificaram que o alto nível de estresse pode ser explicado pela constante necessidade de adaptação a mudanças e ao ritmo de vida, e que as relações interpessoais são grande fonte de estresse no ambiente de trabalho, sendo que ele não afeta somente o corpo e a saúde mental, mas também a qualidade de vida tendo as suas consequências no trabalho, percebidas pela falta de produtividade, absenteísmo, dependência de fármacos e também a depressão (Sadir e outros, 2010).

Curso Online de Motorista de Ônibus - Transporte Coletivo de Passageiros

 Curso Online de Motorista de Ônibus - Transporte Coletivo de Passageiros

Autor(a): 
Carga horária: 55 horas
Por: R$ 19,90
(Pagamento único)